Operação Hicsos: MP oferece três denúncias contra 37 envolvidos em roubos a carga no Estado de Goiás

 

Como desdobramento da Operação Hicsos, deflagrada em fevereiro deste ano, pelas Polícias Federal, Rodoviária Federal e Militar e com apoio do Ministério Público de Goiás, estão sendo denunciados 37 envolvidos em roubos a cargas de alto valor no Estado de Goiás. O promotor de Justiça Leonardo Seixlack Silva, da 12ª Promotoria de Justiça de Aparecida de Goiânia, ofereceu três denúncias contra 37 envolvidos em crimes de organização criminosa armada, roubo circunstanciado pelo concurso de pessoas, emprego de arma, restrição de liberdade da vítima e transporte de veículo automotor para outro ente federativo; receptação qualificada e lavagem de dinheiro. Dos denunciados, 36 estão presos cautelarmente por decisão da juíza Ana Cláudia Veloso Magalhães, da 2ª Vara Criminal de Aparecida de Goiânia.

A operação foi deflagrada após decisão judicial da magistrada, que expediu 82 mandados judiciais, dos quais 37 mandados de prisão preventiva, 14 de condução coercitiva e 31 de busca e apreensão nas cidades de Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Trindade, Bela Vista, Leopoldo de Bulhões, Alexânia, Morrinhos e Campos Belos, além do Distrito Federal.

Foram denunciados Adalton Fernandes de Araújo, Adriano Emerenciano da Silva, Aislan Augusto Rosa Cunha, Anderson Ribeiro Venâncio, Bruno Rodrigues Pereira, Caio Cesar de Sousa Vilela, Danillo Hilário Ribeiro, Diego Richard Gonçalves Ferreira, Edilazio Targino, Esequias Gomes de Araújo, Fabrício de Freitas, Gabriel Olegário da Silva Souza, George Alberto Soares Britici, Guilherme Ferreira da Silva, Guilherme Tomaz de Almeida, Gustavo Mendes Barbosa, Ítalo Vieira Gomes e Jhonatas Kassiano Alves Rodrigues. 

Na relação dos denunciados constam ainda João Carlos da Silveira Dourado, João Paulo Tomaz Brasileiro, Joquian Gomes da Silva, Kaique da Silva, Kelvin Bruno Neves Alencar, Lucas Pereira, Luiz Felipe do Prado Braga, Manoel Ailton Fernandes, Manoel Aveny Pinheiro de Souza, Marcelo de Azevedo Felipe, Marineide Alves Pereira, Marlon Batista Carneiro, Michel Lourenço da Silva, Robson Vieira Rosa, Sabrina Gabrielle Lopes Alves, Sandro Mendes da Costa, Peterson Vitor Pimenta de Queiroz e Thierry Niagara Fernandes.

Conforme detalhado pelo MP-GO, a operação desvendou a existência de três organizações criminosas independentes que possuíam conexões entre si e com outras ainda sob investigação. 

 

 

Acesse a matéria completa, clique aqui.

Please reload

Please reload

 Arquivo  

June 11, 2020

Please reload

 Posts Recentes  

Presidente Iuga é nomeado para a Comissão Especial de Segurança Privada

1/10