Denuncie  

Ministro da Justiça recebe lideranças da NTC para debater o roubo de cargas no país

Empresários e lideranças estiveram na capital federal e apresentaram às autoridades propostas de decisões governamentais para combater este tipo de crime nas rodovias do país

 

 

O presidente da NTC&Logística, José Hélio Fernandes, acompanhado da diretoria da associação, empresários ligados ao combate de contrabando e pirataria, os deputados Hugo Leal e Efraim Morais Filho, o Secretário Nacional de Segurança Pública, Celso Perioli, a diretora geral da polícia rodoviária federal, Maria Alice Souza e o diretor da polícia federal, Leandro Daiello Coimbra, estiveram reunidos ontem (30/11) com o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em Brasília, para tratar sobre um dos principais problemas do setor: o crescente roubo de cargas no Brasil.
 
A audiência teve como objetivo reivindicar ações governamentais e um planejamento público incisivo para combater o roubo de cargas no país. Esse cenário crítico tem colocado diversas regiões em estado de alerta e até mesmo ameaçado alguns locais de desabastecimento, como é o caso da cidade do Rio de Janeiro, um dos mais afetados pela situação.

 

 

“Ficamos muito satisfeitos com o resultado dessa reunião. Acreditamos que a partir dessa audiência, algumas decisões importantes serão tomadas, pois a situação do roubo de cargas no país exige medidas de extrema urgência. Nossos esforços estão concentrados na colaboração mútua junto ao governo, CNT (Confederação Nacional do Transporte), Federações, Sindicatos, Associações e demais entidades do setor, para que possamos combater esse problema de abrangência nacional”, explica José Hélio Fernandes, presidente da NTC&Logística.
 
O Ministro da Justiça recebeu um documento oficial, produzido pela NTC&Logística, apresentando um panorama nacional, citando as áreas com maior incidência de roubos e produtos mais visados. Um dos aspectos mais citados no documento reforça a necessidade de atuação no que se refere aos crimes de receptação de cargas. Esse processo é o que abastece o comércio irregular de mercadorias, causando prejuízos ao comércio formal, governo e principalmente, o Transporte Rodoviário de Cargas. Além disso, informações sobre o crescimento nos prejuízos anuais em decorrência do roubo de cargas também foram apresentadas para comprovar o real impacto desse crime para a economia.
 
“Nós apresentamos um trabalho extenso de mapeamento do roubo de cargas no Brasil nos últimos 20 anos. Esse material foi entregue às autoridades presentes para trazermos o real cenário sobre esse assunto. Além disso, apresentamos ao Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, cinco propostas do TRC que entendemos serem de máxima urgência”, disse Roberto Mira, Vice-Presidente de Segurança Patrimonial da NTC&Logística.
 
Líderes do TRC que estiveram presentes na reunião: Carlos Panzan, empresário do setor de Transportes, eleito para o Conselho Fiscal da NTC&Logística; Coronel Venâncio Alves de Moura, diretor de segurança do Sindicarga; Eduardo Rebuzzi, presidente da Fetranscarga;  Ederson Cesar Vendrame, presidente do SETCOM; Edmara Claudino, diretora executiva da NTC&Logística; Flávio Benatti, vice- presidente regional de São Paulo da NTC&Logística e presidente da Fetcesp; Francesco Cupello, presidente do Sindicarga, José Hélio Fernandes, presidente da NTC&Logística; Manoel de Souza Lima Jr, conselheiro da NTC&Logística; Roberto Mira, Vice-Presidente de Segurança Patrimonial da NTC&Logística e Urubatan Helou, vice- presidente da NTC&Logística.

 

Please reload

Please reload

 Arquivo  
Please reload

 Posts Recentes  

Assembleia realizada em 05/11/2019

1/10
Please reload

 Posts de Destaque